VOLTAR

Clorofórmio


Sinônimos: Trichloromethane; trichloride de Metil; trichloride de Metano.

Fórmula química: CHCl3


1) IDENTIFICAÇÃO DOS DANOS


AVISO: PERIGO! Pode ser fatal se for aspirado ou inalado. Causa irritação à pele, olhos e trato respiratório. Afeta Sistema Nervoso Central, rins, Sistema Cardiovascular e fígado. Pode causar câncer dependendo do nível e duração de exposição.

Índices:
Saúde: 3 - severo
Flamabilidade: 0 – nenhum
Reatividade: 1 – leve
Contato: 2 - Moderado

Equipamento a ser usado em laboratório: óculos, avental e luvas

Código de Armazenamento: Azul


Efeitos potenciais à saúde:



Inalação

Atua como um anestésico relativamente potente. Irrita área respiratória afeta o sistema nervoso central e causa enxaqueca, sonolência, vertigem. Exposição a concentrações mais altas pode resultar em inconsciência e morte. Pode causar desordens sangüíneas. Exposição prolongada pode conduzir a morte devido ao batimento irregular do coração e desordens de fígado e rim.

Ingestão

Causas queimaduras severas na boca e garganta, dor no tórax e vômito. Quantidades grandes podem causar sintomas semelhantes aos causados pela inalação.

Contato com a pele

Causa irritação à pele, sendo os sintomas mais freqüentes vermelhidão, coceira e dor. Pode ser absorvido pela pele.

Contato com os olhos

Causa irritação, vermelhidão e dor.

Exposição crônica

Contato prolongado ou repetido com a pele pode causar dano para o sistema nervoso, coração, fígado e rins. Contato com líquido pode causar irritação crônica de pele como rachaduras e ressecamento e dermatite subseqüente. Clorofórmio é suspeito de ser um carcinógeno humano.

Agravo das condições pré-existentes

Pessoas com desordens de pele, olhos, fígado, rins ou com função respiratória falha devem ser mais suscetíveis aos efeitos da substância.


2) MEDIDAS DE PRIMEIROS-SOCORROS


Inalação
Remover o indivíduo exposto ao ar livre. Se não estiver respirando, fazer respiração artificial. Se respirar com dificuldade, dê oxigênio. Procure ajuda médica.
Ingestão
Não induza o vômito. Nunca dê algo pela boca para uma pessoa inconsciente.
Contato com a pele
Lave imediatamente em água corrente por, pelo menos, 15 minutos. Remova a roupa contaminada e os sapatos. Procure ajuda médica. Lave as roupas e os sapatos antes de reutilizá-los.
Contato com os olhos
Lave imediatamente com água corrente por, pelo menos, 15 minutos, abrindo e fechando ocasionalmente as pálpebras. Procure ajuda médica imediatamente.

3) MEDIDAS EM CASO DE INCÊNDIO


Fogo
Perigo de fogo leve quando exposto a altas temperaturas; caso contrário, praticamente não inflamável.
Explosão
Recipientes fechado hermeticamente podem explodir quando aquecidos.
Meio de extinção de fogo
Usar qualquer medida apropriada para extinguir o fogo, se ocorrer.


4) MEDIDAS PARA VAZAMENTO ACIDENTAL


Ventilar a área de vazamento. Usar equipamento de proteção pessoal apropriado especificado a seguir. Quando ocorrer o vazamento, recolher o material num container apropriado ou absorva com um material inerte (vermiculite, areia seca, terra). Não use materiais combustíveis, como pó de serra.


5) MANUSEIO E ARMAZENAMENTO


Mantenha o material em um container bem fechado, armazenando-o em local fresco, seco em área ventilada. Os containers vazios deste material são tóxicos quando vazios pois retêm resíduos; observe todos os avisos e precauções com relação ao produto.


6) CONTROLE DE EXPOSIÇÃO E PROTEÇÃO PESSOAL


Sistema de Ventilação: um sistema de exaustão local ou geral é recomendado para manter a exposição do usuário(a) a menor possível. O sistema local é preferível porque controla a emissão do contaminante em sua origem, prevenindo dispersão dele numa área maior.

Respiradores pessoais: para as condições de uso em que há exposição a poeira ou vapor, um respirador de meia face contra poeira e vapor é efetiva. Para emergências e instâncias em que não se sabem os níveis de exposição, use uma respirador inteiriço de pressão positiva. AVISO: respirador com purificação de ar não são efetivos num ambiente deficientes de oxigênio.

Proteção da Pele: use luvas protetoras e roupas limpas que cubram todo o corpo.

Proteção dos Olhos: use óculos químico-protetores. Mantenha uma fonte para lavar os olhos na área de trabalho.


7) ESTABILIDADE E REATIVIDADE


Estabilidade: Estável sob condições ordinárias de uso e armazenamento. O pH diminui em exposição prolongada a luz e ar devido a formação de HCl.

Produtos de sua decomposição: Pode produzir monóxido de carbono, gás carbônico, cloreto de hidrogênio e phosgene quando aquecido.

Polimerização do produto: não ocorrerá.

Incompatibilidade: Caustics forte e metais quimicamente ativos como alumínio, pó de magnésio, sódio, ou potássio; acetona, fluorine, methanol, methoxide de sódio, tetroxide de dinitrogen, tert-butoxide, triisopropylphosphine.

Condições a se evitar: manter longe de calor, ar, luz.


8) INFORMAÇÕES ECOLÓGICAS

Destino no ecossistema: Quando lançado na terra, é esperado que este material evapore depressa. Quando lançado na água, é esperado que este material tenha uma meia-vida entre 1 e 10 dias. Este material não é significativamente bioacumulado. Quando lançou no ar, este material pode ser degradado moderadamente através de reação com fotoquímica produziu os radicais de hidroxila. Quando lançado no ar, este material pode ser degradado moderadamente através de fotólise. Quando lançado no ar, este material pode ser removido da atmosfera a uma extensão moderada tendo uma meia-vida maior que 30 dias.


Toxicidade ambiental: Não é tóxico a vida aquática.


9) CONSIDERAÇÕES PARA ELIMINAÇÃO:


Sempre que não for possível salvar a substância para reutilização ou reciclagem, esta deve ser colocada em um aparato aprovado e apropriado para eliminação do lixo. O processamento, o uso ou contaminação deste produto pode alterar a forma de administrar o lixo.