VOLTAR

Ácido bórico


Sinônimos: ácido ortho-bórico; ácido de boracic; Borofax, ácido bórico (H3BO3)

Fórmula química: H3BO3.


1) IDENTIFICAÇÃO DOS DANOS


AVISO: Danoso se for aspirado ou inalado. Causa irritação à pele, olhos e trato respiratório. Afeta sistema nervoso central, fígado e rins.


Índices:
Saúde: 2 - Moderado
Flamabilidade: 0 - nenhum
Reatividade: 0 - nenhum
Contato: 2 - Moderado


Equipamento a ser usado em laboratório: óculos e avental;

Código de Armazenamento: laranja (armazenamento geral) *Etiqueta deve conter a precaução de se evitar contato com olhos, pele e roupas, respiração da poeira. Deve conter também instruções de se usar com ventilação adequada.


Efeitos potenciais à saúde:


Ingestão

Causa irritação ao trato respiratório. Sintomas incluem tosse e aumento da freqüência respiratória. Dependendo do tempo de exposição pode resultar no desenvolvimento de náusea e vômito, diarréia, sonolência, erupção cutânea, enxaqueca, queda de temperatura corpórea, pressão baixa, dano renal, cianose, coma, e morte.

Inalação

Sintomas semelhantes aos causados pela inalação do produto. Dose fatal para adultos deve ser acima de 30 gramas.

Contato com a pele

Causa irritação à pele, sendo os sintomas mais freqüentes vermelhidão, coceira e dor. Não significativamente absorvido pela pele intacta. Prontamente absorvido por pele machucada ou queimada. Sintomas causados pela absorção pela pele semelhantes ao da inalação e ingestão.

Contato com os olhos

Causa irritação, vermelhidão e dor.

Exposição crônica

Absorção prolongada causa perda de peso e vomita, diarréia, erupção cutânea de pele, convulsões e anemia. Fígado e particularmente os rins podem ser suscetíveis. Estudos de cachorros e ratos mostraram infertilidade e pode ser o resultado de ingestão aguda ou crônica de ácido bórico. Ainda não se tem evidência dos efeitos tóxicos no sistema reprodutivo humano.

Agravo das condições pré-existentes

Pessoas com desordens de pele, olho, fígado, rim ou com função respiratória falha devem ser mais suscetíveis aos efeitos da substância.


2) MEDIDAS DE PRIMEIROS-SOCORROS


Inalação:
Remover o indivíduo exposto ao ar livre. Se não estiver respirando, fazer respiração artificial. Se respirar com dificuldade, dê oxigênio. Procure ajuda médica.
Ingestão:
Induza o vômito imediatamente de acordo com orientação paramédica. Nunca dê algo pela boca para uma pessoa inconsciente.
Contato com a pele:
Lave imediatamente em água corrente por, pelo menos, 15 minutos. Remova a roupa contaminada e os sapatos. Procure ajuda médica. Lave as roupas e os sapatos antes de reutilizá-los.
Contato com os olhos:
Lave imediatamente com água corrente por, pelo menos, 15 minutos, abrindo e fechando ocasionalmente as pálpebras. Procure ajuda médica imediatamente.


3) MEDIDAS EM CASO DE INCÊNDIO


Fogo
Não considerado causador de incêndio.
Explosão
Uma mistura de potássio e ácido bórico pode explodir sob impacto.
Meio de extinção de fogo
Usar qualquer medida apropriada para extinguir o fogo.


4) MEDIDAS PARA VAZAMENTO ACIDENTAL


Ventilar a área de vazamento. Usar equipamento de proteção pessoal apropriado especificado a seguir. Quando ocorrer o vazamento, recolher o material num container apropriado para descarte posterior, usando um método que não gere lixo.


5) MANUSEIO E ARMAZENAMENTO

Mantenha o material em um container bem fechado, armazenando-o em local fresco, seco em área ventilada. Os containers vazios deste material são tóxicos quando vazios pois retêm resíduos; observe todos os avisos e precauções com relação ao produto.

6) CONTROLE DE EXPOSIÇÃO E PROTEÇÃO PESSOAL


Sistema de Ventilação: um sistema de exaustão local ou geral é recomendado para manter a exposição do usuário(a) a menor possível. O sistema local é preferível porque controla a emissão do contaminante em sua origem, prevenindo dispersão dele numa área maior.

Respiradores pessoais: para as condições de uso em que há exposição a poeira ou vapor, um respirador de meia face contra poeira e vapor é efetiva. Para emergências e instâncias em que não se sabem os níveis de exposição, use uma respirador inteiriço de pressão positiva. AVISO: respirador com purificação de ar não são efetivos num ambiente deficientes de oxigênio.

Proteção da Pele: use luvas protetoras e roupas limpas que cubram todo o corpo.

Proteção dos Olhos: use óculos químico-protetores. Mantenha uma fonte para lavar os olhos na área de trabalho.


7) ESTABILIDADE E REATIVIDADE


Estabilidade: Estável debaixo de condições ordinárias de uso e armazenamento. Se houver umidade ácido bórico pode ser corroer o ferro.


Produtos de sua decomposição: Perde água quando combinada quimicamente e ao aquecer, forma ácido metabórico (HBO2) à temperatura de 212-221F, ácido pirobórico (H2B4O7) à 285-320F, e anidrido bórico à temperaturas mais altas.


Polimerização do produto: não ocorrerá.


Incompatibilidade: Potássio, anidrido acético, álcalis, carbonato e hidróxidos.


Condições a se evitar: não há dados disponíveis.


8) INFORMAÇÕES ECOLÓGICAS


Destino no ecossistema: não há registros.


Toxicidade ambiental: Pode der tóxico à vida aquática.


9) CONSIDERAÇÕES PARA ELIMINAÇÃO:


Sempre que não for possível salvar a substância para reutilização ou reciclagem, esta deve ser colocada em um aparato aprovado e apropriado para eliminação do lixo. O processamento, o uso ou contaminação deste produto pode alterar a forma de administrar o lixo.